22 -July -2018
Adicionar aos Favoritos

Respostas sociais de excelência

O Estado português deveria assumir por inteiro, a responsabilidade da proteção dos cidadãos mais frágeis da sociedade, principalmente os mais idosos, pois as pessoas pagam os seus impostos, na expetativa de virem a ser protegidos, quando chegarem a uma idade mais avançada. Lamentavelmente, as diferentes governações do país têm privilegiado mais a juventude em detrimento da velhice. 

Continuar... Respostas sociais de excelência

Um socialista xenófobo, racista e mentiroso

Embora seja um assunto rebuscado, nunca é demais voltar a escrever-se sobre o triste caso “Dijsselbloem”, o político holandês que teve a desfaçatez de fazer afirmações disparatadas. Em bom rigor, o que este político afirmou, numa entrevista ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine, foi que “eu não posso gastar o meu dinheiro todo em aguardente e mulheres e pedir-lhe de seguida a sua ajuda”, só que em política, o que parece é, e o que vai ficar para a história é que afirmou “não se pode gastar o dinheiro todo em copos e mulheres e depois pedir ajuda”. 

Continuar... Um socialista xenófobo, racista e mentiroso

António Costa no pior estilo «socrático»

Nunca é demais recordar que o atual primeiro-ministro foi o número dois do governo chefiado pelo pior primeiro-ministro que Portugal teve nas últimas quatro décadas. Perdeu umas eleições legislativas que tinha todas as condições para as ganhar, pois o governo anterior teve que implementar medidas de austeridade impostas pela «troika», que foi chamada pelo governo «socrático». Mesmo assim, António Costa, com uma «geringonçada» conseguiu catapultar-se a primeiro-ministro, depois de ter tido um péssimo resultado eleitoral, não fosse ele obcecado pelo poder.

Continuar... António Costa no pior estilo «socrático»

A realidade além do défice

% é muito bom, pois quase que fica assegurado que Portugal saia do “Procedimento por Défices Excessivos”, só que não corresponde, nem de perto, nem de longe, a um aumento da qualidade de vida dos portugueses e a uma melhoria do estado do país. Embora a governação tente passar a mensagem de uma extraordinária vitória e a prova de que o país afinal está no caminho certo, contra todas as previsões dos organismos internacionais e também da oposição.

Continuar... A realidade além do défice

Erros de percepção

Na comunicação política está muito em voga a utilização de vocábulos que originam diferentes interpretações, consoante as necessidades de poderem afirmar, mais tarde, que se disse o contrário daquilo que se entendeu, como é o caso da decisão irrevogável que vem a ser revogável ou do erro de percepção quando se diz que o acordo é um não acordo. Há infindáveis exemplos deste tipo de malabarismo comunicacional.

Continuar... Erros de percepção