19 -September -2018
Adicionar aos Favoritos

Foi bonita a festa, pá!

Foi na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira, em Amarante, que a BIRD Magazine, uma revista online, deu à “luz” o seu primeiro livro “BIRD Magazine, Volume I” - O pouso das palavras, o voo das opiniões.

Continuar... Foi bonita a festa, pá!

A Trofa não precisa de Metro, já tem o Metro de Lisboa

Um país que desculpabiliza pedófilos que a justiça condenou, um país que rejubila com péssimos governantes que hipotecaram as finanças públicas, um país que não se revolta com o facto de políticos corruptos, banqueiros fraudulentos e outros trapaceiros e criminosos de colarinho branco terem sido condenados pela justiça, mas continuarem em plena liberdade a gozar com a cara dos cidadãos, um país que consente tudo isto e muito mais é capaz de tudo.

Continuar... A Trofa não precisa de Metro, já tem o Metro de Lisboa

A Trofa está mais bonita, só que…

Com o decorrer dos anos de autonomia municipal, o Concelho da Trofa, com os seus arranjos urbanísticos e paisagísticos está a ficar cada vez mais bonito. Já faz crescer a vontade de convidar os familiares e amigos de fora do concelho a visitarem e a passearem pelos novos espaços, mesmo que ainda falte muito para se poder dizer que cumprem os requisitos necessários para o seu bom funcionamento.

Continuar... A Trofa está mais bonita, só que…

E quase tudo foi dantesco

Depois de ter respeitado o período de luto pelas vitímas do incêndio trágico que deflagrou na região centro e após um silêncio reflexivo decidi fazer algumas interrogações sobre essa tragédia nacional. É uma análise com o máximo de respeito para com as vitímas, a solidariedade devida para com as suas famílias, a necessária gratidão pelo trabalho e bravura levados até aos limites pelas populações afetadas, mas também por todos quantos lutaram com heroísmo, principalmente os bombeiros. Um abraço solidário para todos!

Continuar... E quase tudo foi dantesco

Viver a vida no amor e não no terror

Matar pessoas é a única vontade dos jihadistas do Daesh, dos terroristas islâmicos, que tentam espalhar a desordem e o medo por todo o mundo. Como a sua capacidade está a ficar cada vez mais debilitada, em virtude dos ataques eficazes, de que têm sido alvo as suas bases principais, na Siria e no Iraque, o método que estes assassinos têm vindo a utilizar são cada vez mais diversificados.

Continuar... Viver a vida no amor e não no terror