16 -October -2019
Adicionar aos Favoritos

Um novo Tiananmen em Hong Kong

A China é o país mais populoso e uma das nações mais antigas do mundo, cujo sistema político era baseado em monarquias hereditárias, as famosas dinastias, que tiveram o seu início por volta do ano 2000 a.C. e terminaram em 1911, quando surge a República da China. Após o fim da Segunda Grande Guerra tem início a Guerra Civil Chinesa, entre 1946 e 1949. O Partido Comunista chega ao poder e proclama, em 1 de outubro de 1949, na Praça de Tiananmen, em Pequim, a República Popular da China.

Continuar... Um novo Tiananmen em Hong Kong

Homem branco, cisgénero e heterossexual. Assumidamente!

Nestes tempos tão conturbados para a humanidade, em que o desrespeito pelos direitos fundamentais das pessoas são uma constante colocando em perigo os mais elementares princípios e a salvaguarda da dignidade humana é urgente que se abram as portas ao pensamento livre. Por isso vou entrar na agenda política dos intelectuais de pacotilha que implementaram a agenda da ideologia do género e conseguiram substituir a palavra sexo por género, mas também querem ser os donos da verdade e até inventaram o politicamente correto.

Continuar... Homem branco, cisgénero e heterossexual. Assumidamente!

As mulheres estão de parabéns. Mais que merecidos!

O Parlamento Europeu depois de muitas rondas negociais elegeu duas mulheres de excelente craveira profissional e de currículos invejáveis, para presidir a duas organizações das mais importantes da União Europeia: Comissão Europeia (Ursula von der Leyen) e o Banco Central Europeu (Christine Lagarde). Estas duas instituições de relevância da política europeia vão ser presididas pela primeira vez, na história da União Europeia, por mulheres. É um feito histórico! 

Continuar... As mulheres estão de parabéns. Mais que merecidos!

A doença do poder

Os partidos políticos são instituições importantes na organização do Estado de Direito e no desenvolvimento da democracia, só que são estruturados à volta de muitos indivíduos com ambição desmedida, com comportamentos desviantes e personalidades moldadas pela ganância exacerbada. Estes políticos alimentam-se do egoísmo, da corrupção, do nepotismo, da manipulação e como o seu objetivo é o sucesso pleno e absoluto adquirem o espírito maquiavélico e a obsessão pelo poder. 

Continuar... A doença do poder

A nova Lei de Bases da Saúde dá para tudo e não dá para nada

O atual debate público sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS) começou com a publicação, em finais de 2017, do livro “Salvar a Saúde”, cujos promotores da iniciativa (António Arnaut e João Semedo) pretendiam o regresso do SNS às suas origens: gratuito, com uma ruptura clara entre o público e privado e centrado nas carreiras médicas. Esta proposta visava alterar a lei de bases em vigor, desde 1990, que afirma que a política nacional de saúde deve apoiar o desenvolvimento dos setores privado e social em concorrência com o setor público.

Continuar... A nova Lei de Bases da Saúde dá para tudo e não dá para nada