19 -September -2018
Adicionar aos Favoritos

Juntas de Freguesia: repensar ou acabar?

 

O espaço territorial português está a necessitar, provavelmente, de uma nova redefinição dos seus limites e estruturas pois mantém-se quase inalterável, há quase dois séculos, nas suas fronteiras nacionais e regionais. A divisão administrativa contém situações anacrónicas como a existência de muitos Municípios com escassa população mas com poderes e meios financeiros significativos. Em contraste, a existência de muitas Freguesias, que chegam a ter dimensões descomunais, em termos populacionais, mas com reduzidas competências reais e parcos recursos financeiros.

Continuar... Juntas de Freguesia: repensar ou acabar?

Crise? Qual crise?

 

É opinião quase generalizada, que Portugal suporta uma grave e duradoura crise económica e financeira, que poderá originar fenómenos sociais muito graves. Todos os estudos económicos, nacionais e internacionais, indicam isso mesmo. Mas, como se poderá falar de crise, se Portugal foi o sétimo país europeu que, desde o início do ano, mais dinheiro gastou em transferência de futebolistas?

Continuar... Crise? Qual crise?

Nestas férias, “fui para fora cá dentro”

 

Também para ajudar a combater a grave situação de crise, que nos “bateu à porta”, eu e a minha namorada de há mais de trinta anos, decidimos ir gozar umas férias no interior do País. Começamos pela Beira Alta, depois fomos ao Douro Vinhateiro e Trás-os-Montes e terminamos no Minho.

Continuar... Nestas férias, “fui para fora cá dentro”

Andam a azucrinar a vida das pessoas

 

A carga tributária elevada, que os cidadãos “carregam” através de vários impostos, deveria servir para que os detentores do poder, no governo e nas autarquias, assegurassem uma qualidade de vida digna aos portugueses. Mas, não é essa a realidade, pois a prestação de serviços que o estado presta aos cidadãos, está muito longe de se poder apelidar de qualidade.

Continuar... Andam a azucrinar a vida das pessoas

Faça acontecer o fim da crise em Portugal

 

A grave situação de crise, que nos “bateu à porta”, pode ser, senão debelada na totalidade, pelo menos atenuada significativamente, se todos começarmos a interiorizar, para depois praticar, o conceito de cidadania. O antigo Presidente dos EUA, John F. Kennedy, disse um dia: "Não perguntes o que o teu País pode fazer por ti; pergunta o que podes fazer pelo teu País”.

Continuar... Faça acontecer o fim da crise em Portugal