06 -August -2020
Adicionar aos Favoritos

Homem branco, cisgénero e heterossexual. Assumidamente!

Nestes tempos tão conturbados para a humanidade, em que o desrespeito pelos direitos fundamentais das pessoas são uma constante colocando em perigo os mais elementares princípios e a salvaguarda da dignidade humana é urgente que se abram as portas ao pensamento livre. Por isso vou entrar na agenda política dos intelectuais de pacotilha que implementaram a agenda da ideologia do género e conseguiram substituir a palavra sexo por género, mas também querem ser os donos da verdade e até inventaram o politicamente correto.

Continuar... Homem branco, cisgénero e heterossexual. Assumidamente!

A doença do poder

Os partidos políticos são instituições importantes na organização do Estado de Direito e no desenvolvimento da democracia, só que são estruturados à volta de muitos indivíduos com ambição desmedida, com comportamentos desviantes e personalidades moldadas pela ganância exacerbada. Estes políticos alimentam-se do egoísmo, da corrupção, do nepotismo, da manipulação e como o seu objetivo é o sucesso pleno e absoluto adquirem o espírito maquiavélico e a obsessão pelo poder. 

Continuar... A doença do poder

A nova Lei de Bases da Saúde dá para tudo e não dá para nada

O atual debate público sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS) começou com a publicação, em finais de 2017, do livro “Salvar a Saúde”, cujos promotores da iniciativa (António Arnaut e João Semedo) pretendiam o regresso do SNS às suas origens: gratuito, com uma ruptura clara entre o público e privado e centrado nas carreiras médicas. Esta proposta visava alterar a lei de bases em vigor, desde 1990, que afirma que a política nacional de saúde deve apoiar o desenvolvimento dos setores privado e social em concorrência com o setor público.

Continuar... A nova Lei de Bases da Saúde dá para tudo e não dá para nada

As mulheres estão de parabéns. Mais que merecidos!

O Parlamento Europeu depois de muitas rondas negociais elegeu duas mulheres de excelente craveira profissional e de currículos invejáveis, para presidir a duas organizações das mais importantes da União Europeia: Comissão Europeia (Ursula von der Leyen) e o Banco Central Europeu (Christine Lagarde). Estas duas instituições de relevância da política europeia vão ser presididas pela primeira vez, na história da União Europeia, por mulheres. É um feito histórico! 

Continuar... As mulheres estão de parabéns. Mais que merecidos!

A saúde tem de estar mesmo mal em Portugal

Diz o ditado popular que “o pior cego é aquele que não quer ver”, que é uma expressão muito usada para definir as pessoas que fingem que não veem, que fazem vista grossa para um problema que pode ser atacado se encarado de frente. Este ditado popular pode ser aplicado às figuras do primeiro-ministro, da ministra da saúde e a muitos dos seus apaniguados, que não querem ver o que se está a passar na saúde em Portugal.

Continuar... A saúde tem de estar mesmo mal em Portugal