17 -December -2017
Adicionar aos Favoritos

Quantos pobres faz um multimilionário

No ano passado, cerca de 1% da população mundial era dono de mais de 50% da riqueza total global, embora os multimilionários, com património avaliado em mais de 50 milhões de dólares, representavam apenas 0,001% da população, cerca de 128 mil pessoas em todo o mundo. 

Com um património avaliado em mais de 1.000 milhões de dólares estavam 92 pessoas, que todos juntos tinham mais dinheiro que a metade mais pobre da humanidade, cerca de 3,5 mil milhões de pessoas, que tinham um património inferior a pouco mais de 3.000 dólares per capita e possuíam apenas 2,7 da riqueza global.

Só no último semestre deste ano, a riqueza global cresceu mais de 6% face ao período homólogo do ano anterior, gerando um aumento significativo de milionários, que ascenderam para o número astronómico de 36 milhões em todo o mundo, com patrimónios avaliados entre 1 milhão e 50 milhões de dólares, controlando 46% da riqueza total global e representando apenas 0,7% da população mundial adulta. 

Em Portugal existem mais de 50 mil milionários, com um património avaliado em mais de um milhão de dólares (mais de 940 mil euros), correspondendo a 0,6% da população adulta portuguesa, sendo que 209 pessoas possuem uma fortuna avaliada em mais de 50 milhões de dólares (cerca de 47 milhões de euros), três das quais acima dos 1.000 milhões de dólares (mais de 942 milhões de euros).

Mais de 84% da população adulta portuguesa tem um património inferior a 100 mil dólares (cerca de 94 mil euros), sendo que a maioria dos portugueses (cerca de 58%, que corresponde a perto de 5 milhões de portugueses) tem um património entre os 10 mil dólares (cerca de 9,4 mil euros) e os 100 mil dólares (cerca de 94 mil euros). É à volta de 15% da população adulta portuguesa (cerca de 1,3 milhões de portugueses) que possui um património entre os 100 mil dólares (cerca de 94,2 mil euros) e à volta de 28%, cerca de 2,5 milhões de portugueses possui uma riqueza abaixo dos 100 mil dólares (cerca de 9,4 mil euros) e o milhão de dólares (cerca de 942 mil euros).  

Pode-se afirmar que um multimilionário representa perto de 40 milhões de pobres. Existem países, como a Colômbia, Geórgia e Suazilândia, onde a fortuna de uma só pessoa (de um único multimilionário) podia servir para levantar toda a população do seu país acima do limiar da pobreza durante 15 anos. 

O fosso da desigualdade entre muito ricos e muito pobres continua a aumentar, sem soluções à vista, com pouca ou nenhuma ação, para eliminar ou atenuar o problema, que tem tendência para agravar. Este fosso da desigualdade atingiu um nível tal que apenas 8 multimilionários possuem a mesma riqueza da metade mais pobre de toda a população do planeta.

Crónica escrita em 25/11/2017, para ser publicado no Jornal “O Notícias da Trofa”, tendo em atenção as regras do novo acordo ortográfico.